Você está aqui
Home > Outras categorias > Após acidente na corrida um, Kaesemodel sobe ao pódio na corrida dois da Porsche GT3 Cup em Curitiba

Após acidente na corrida um, Kaesemodel sobe ao pódio na corrida dois da Porsche GT3 Cup em Curitiba

Foto: Luca Bassani
Foto: Luca Bassani

O dia amanheceu chuvoso e frustrante para o paranaense Lico Kaesemodel. Após classificar na segunda posição no grid de largada da 7ª. etapa da Porsche GT3 Cup, definido na véspera, foi penalizado com a perda de cinco posições em função da troca de um pneu furado. Largou da sexta posição na primeira corrida da rodada dupla disputada no autódromo de Curitiba e na sexta volta rodou num incidente com o piloto Eduardo Azevedo, caindo para o fim do pelotão. Porém, na corrida dois veio a compensação e Lico pôde comemorar um pódio em casa, numa excelente corrida de recuperação. As vitórias ficaram, respectivamente, com Daniel Schneider e Pedro Queirolo.

A corrida um começou com atraso na programação em função da chuva. Partindo de sexto lugar, em função de uma penalização prevista no regulamento pela troca de um pneu furado durante a classificação no Q2 da véspera, Lico acabou envolvido num acidente na volta seis de um total de 16 e rodou após a tentativa de ultrapassagem sobre o piloto Eduardo Azevedo. Lico colocou por dentro, Azevedo fechou a porta e os dois rodaram e foram para fora da pista, ocasionando bandeira amarela. Com o spoiler e pneu dianteiro avariados, Lico foi obrigado a entrar para os boxes. A vitória ficou com o pole position Daniel Schneider.

“Bem, pela manhã tive a punição, até tinha esperança que isso não acontecesse, pois estava chovendo e se fosse o caso de largar com pneus de chuva, não seria penalizado. Mas a pista secou na hora da largada, então parti de sexto. Vinha tentando passar o Azevedo o tempo inteiro. Fiquei estudando, estudando, até que na entrada da reta ataquei, pois sabia que na saída do S de alta ele era mais lento do que eu. Coloquei por dentro, estava meio carro do lado dele e ele me fechou, acabamos batendo e saímos os dois. Ele disse que não viu, mas foi penalizado pelos comissários”, descreveu Lico.

Na corrida dois, Kaesemodel partiu do fundo do grid, em 18º., e veio com a faca nos dentes. Logo na largada ganhou quatro posições e na volta nove de um total de 20, já figurava em 6º. , cinco segundo atrás do quarto colocado. Veio numa perseguição intensa até que na penúltima volta conseguiu a ultrapassagem sobre Sylvio de Barros para garantir o pódio em casa.

Com o resultado, Lico caiu uma posição na classificação geral do campeonato, ocupando agora o 6º. lugar. “Na segunda corrida, consegui fazer uma boa largada e vim escalando o pelotão. Enfim, foi o que deu para fazer, corrida curta, 25 minutos, talvez se tivessem mais duas voltas conseguiria passar o Ometto e terminar em quarto. Dentro desse contexto, o resultado foi muito bom”, disse Lico.

A próxima etapa acontece dia 15/11, no Autódromo de Interlagos (SP), na preliminar do GP Brasil de Fórmula 1. Será a primeira vez que Lico vai correr pela Porsche em Interlagos, pista onde conquistou seus melhores resultados durante a carreira.

Deixe uma resposta

Top