Você está aqui
Home > Stock Car > Após ano de aprendizado, Abbate quer crescer na Stock

Após ano de aprendizado, Abbate quer crescer na Stock

Foto: Duda Bairros
Foto: Duda Bairros

Correndo pela equipe Hot Car, Raphael Abbate marcou pontos em seis provas, sendo uma delas um Top 10 (oitavo lugar na segunda corrida da quarta etapa em Curitiba). E somou o total de 40 pontos no campeonato. “Gostaria de ter terminado a temporada entre os 20 primeiros, mas quando vejo a pontuação, a diferença para o 22º, por exemplo, foi bem pequena e são pilotos bem mais experientes na Stock Car. Então, fiquei próximo e me mostrei competitivo ”, comentou Abbate.

O piloto também analisou a temporada de aprendizagem, que contou com novidades como o push-to-pass (botão de ultrapassagem) e o pit stop. “Aprendi a fazer o pit stop, não apenas a parada e a saída do pit, mas também a entrada e saída dos boxes que são os pontos onde se pode tirar uma boa vantagem no tempo. Aprendi a usar o push, que ao ser acionado acrescenta cerca de 100 cv de potência ao motor e seu uso é limitado, portando apertar na hora certa o botão pode ser decisivo. Acredito que essa foi minha maior dificuldade no começo”, lembrou o piloto, que continua na equipe comandada por Amadeu Rodrigues em 2016 e terá um novo companheiro, o paulista Felipe Lapenna.

Vice-campeão no Brasileiro de Turismo em 2014, Abbate ainda falou sobre a exigência em pilotar um carro de Stock Car para a parte física. “São duas corridas na sequência, então exige muito, principalmente a parte aeróbica. Sempre dei muita atenção à parte física e intensifiquei o treinamento agora na Stock, pois corremos duas corridas, uma em seguida da outra”.

Para este ano, a expectativa é buscar resultados ainda melhores. “Claro que a meta é sempre vencer, mas pensando num objetivo palpável acredito que seria muito bom terminar o campeonato entre os 15 primeiros. Este ano, a equipe Hot Car também terá uma parceria com a equipe Cavaleiro Sports e isso vai aumentar a nossa capacidade de colher informações, trocar set ups, dados e deve trazer mais evolução para todos, como já acontece em outras equipes que são parceiras e chegam a contar com seis ou oito carros”, comentou o piloto do Stock #26.

“A Stock Car é a categoria de turismo mais disputada do mundo. Tem pilotos de alto nível, alguns com passagens pela F-1, Indy, outros que chegaram bem perto, então é um privilégio fazer parte deste time de pilotos na principal categoria do Brasil”, completou Abbate.

Como muitos pilotos que hoje estão na Stock Car, Abbate estreou no kart, onde conquistou muitos títulos e vitórias. Estreou nos monopostos em 2008, com o terceiro lugar na temporada da Fórmula Ford (melhor estreante). No ano seguinte, foi vice-campeão da Fórmula 3 (categoria B) e partiu para os Estados Unidos, onde disputou o Campeonato Norte-americano de F-2000, terminando em quarto lugar.

De volta ao Brasil, em 2011, faturou o título da F-3 Brazil Open na categoria B e, na sequência, mudou sua carreira para os carros de turismo, competindo no Mini Challenge Brasil e Campeonato Brasileiro de Turismo. Abbate foi vice-campeão do Turismo em 2014 e carimbou seu passaporte para a Stock Car em 2015.

Deixe uma resposta

Top