Você está aqui
Home > Outras categorias > Brasil terá mais jovem representante no Mundial de Kart com piloto da Academia Shell Racing

Brasil terá mais jovem representante no Mundial de Kart com piloto da Academia Shell Racing

Foto: Carsten Horst
Foto: Carsten Horst

O Brasil terá um representante de apenas 12 anos na maior competição de base do automobilismo do planeta: o Mundial de Kart, que será disputado no próximo final de semana no circuito de La Conca, na Itália. O piloto Gianluca Petecof será o mais jovem brasileiro a participar da competição e com isso atingirá um de seus primeiros objetivos da Academia Shell Racing, criada no início deste ano para ajudar a formar jovens talentos para as principais categorias do automobilismo.

Apesar de ser estreante no Mundial de Kart – na qual enfrentará pilotos de até 15 anos na categoria KF-Junior, Gianluca tem um currículo digno de veterano. Já conquistou títulos paulistas (Cadete e Super Cadete), brasileiros (nas categorias Junior Menor, onde também faturou a Copa do Brasil) e é tricampeão do Super Kart Brasil – a última conquista sendo já neste ano como piloto da Academia Shell Racing.

“Será uma experiência incrível para minha carreira de piloto: disputar um Mundial de Kart pela primeira vez. É a principal competição do mundo e que já consagrou diversos pilotos que depois fizeram história na F-1. Fico honrado em poder representar a Academia Shell Racing neste seu primeiro ano já em uma prova internacional tão importante. Este está sendo um ano de muito aprendizado e tenho certeza de que em La Conca vou adquirir muita experiência para seguir ainda mais forte no automobilismo”, diz Gianluca, cujo preparador de kart no Brasil é justamente o campeão mundial de kart Ruben Carrapatoso. Em 1998, o brasileiro venceu ninguém menos que o espanhol Fernando Alonso para se sagrar campeão.

Estreante em Mundial, Petecof já acumula participações em competições internacionais, sobretudo nos Estados Unidos, onde já se sagrou campeão americano da Mini-Rok Vortex e também do Florida Winter Tour Minimax Rotax.

“São competições bem distintas e o Mundial certamente é a mais difícil de todas, reunindo mais de 100 pilotos de diversos países em uma competição única no final de semana”, diz Gianluca, que iniciou já na semana passada os testes nas pistas europeias visando uma adaptação a novidades como chassis e pneus que são usados no Mundial de Kart.

O principal evento do kartismo internacional terá sete treinos livres para a categoria KF-Junior, sendo quatro sessões sendo realizadas a partir de amanhã. Depois, serão três treinos na sexta-feira, dia em que também se realiza o classificatório. O sábado será marcado pelas cinco corridas classificatórias. No domingo, serão disputadas as duas pré-finais para, em seguida, formar a grande final, que consagra o vencedor como o campeão mundial de kart.

Deixe uma resposta

Top