Você está aqui
Home > Outras categorias > Rally Dakar: Brasileiros estão de olho na linha de chegada

Rally Dakar: Brasileiros estão de olho na linha de chegada

Foto: José Mario Dias
Foto: José Mario Dias

Agora falta muito pouco! Depois de passar por todos os extremos de uma prova off-road, como a neve na Bolívia e os 50oC do interior da Argentina, a dupla João Franciosi e Gustavo Gugelmin não vê a hora de terminar só mais um dia e levantar o maior troféu da carreira: concluir o Rally Dakar. Faltam apenas 699 km para isso. Com certeza, os mais longos que a dupla enfrentou até aqui.

O último dia de prova será neste sábado (16) e terá uma especial relativamente curta, com 180 quilômetros. Mas toda atenção é pouca, já que o percurso não será fácil, com muitas estradas sinuosas e trechos rápidos com areia e pedras. Completado o trecho especial, é hora de comemorar no pódio de chegada em Rosario.

A etapa da última sexta, penúltimo dia de prova, foi a mais longa desta edição do Dakar, com quase 1.000 quilômetros. “Achei que seria um dia tranquilo, mas foi duríssimo. Foram 480 km de pura pedra na especial, sem parar. Estou extremamente cansado. Mas chegamos e mais uma meta está cumprida. Agora é colocar o carro amanhã na chegada”, afirma o navegador Gustavo Gugelmin.

“Na etapa de ontem foi difícil aguentar o trial e até sono eu tive. Foi muito cansativo e somou com os dois últimos dias que quase não dormimos, ai o cansaço acumulou. Mas consegui me concentrar com a cabeça que tinha que chegar. Levamos o ASX Racing até o acampamento em Villa Carlos Paz para a equipe revisar e deixar tudo pronto para este sábado”, comenta Franciosi.

A comemoração será muito grande para a dupla. João Franciosi faz sua estreia na competição e o navegador Gustavo Gugelmin, apesar de ter participado da edição de 2014, não teve o gostinho de terminar o Rally Dakar, que é a maior prova off-road do mundo, muito sonhada por todos que são apaixonados pelo off-road. Concluir os mais de 9.000 quilômetros por condições inóspitas, enfrentando todos as mais variadas situações climáticas, é o maior troféu para eles.

Etapa 13 – 16 de janeiro
Villa Carlos Paz – Rosario (ARG)
Deslocamento: 519 km
Especial: 180 km
Total: 699 km

Deixe uma resposta

Top