Você está aqui
Home > Destaques > Equipe Mitsubishi Petrobras completa o Baja Portalegre

Equipe Mitsubishi Petrobras completa o Baja Portalegre

Foto: Jorge Cunha
Foto: Jorge Cunha

Com os olhos voltados para o Rally Dakar, que em 2016 passará por Argentina e Bolívia, a Equipe Mitsubishi Petrobras finaliza sua participação no Baja Portalegre, em Portugal.

“Foi importante porque vimos o que temos que melhorar. O Baja Portalegre foi uma prova pequena, mas muito dura, com passagens em água e lama, situações que poderemos encontrar no Rally Dakar, especialmente na Bolívia. Não podemos ficar distraídos em nenhum momento”, avalia Carlos Sousa

Com o foco principal nos testes e preparação do ASX Racing e da equipe para a maior prova do off-road mundial, Carlos Sousa e Paulo Fiuza terminaram a prova na sétima colocação. “Foi também um importante treino para toda a equipe, engenheiros e mecânicos. Apesar dos imprevistos, conseguimos trocar uma peça durante a especial e, mesmo assim, terminar com a sétima colocação”, afirma o piloto português. A dupla João Franciosi e Gustavo Gugelmin enfrentou o mesmo problema e não conseguiu terminar a especial.

“O carro evoluiu bastante e fizemos um excelente teste. Foi positivo, pois foi um exercício para o Dakar. É bom que aconteceu aqui e não lá, assim temos tempo para analisar e resolver”, explica Fiuza.

A prova em Portugal teve 450 quilômetros e quatro especiais em dois dias, passando por três cidades nas mais variadas condições de piso. As três duplas vinham em um ótimo ritmo, inclusive o estreante em provas internacionais, João Franciosi, fazia uma excelente prova.

“Sem dúvida, foi a maior evolução que já tivemos no ASX Racing. Pequenos detalhes nos impediram de conquistar uma boa classificação, mas pudemos perceber que estamos com os três carros bem rápidos e com a melhor suspensão de todas até hoje. Ainda estamos em tempo de identificar e resolver os imprevistos até o Dakar”, explica Guilherme Spinelli. “Após a etapa de ontem, identificamos um dano no semi eixo. Acabamos não largando pois não daria tempo de trocar a peça dentro do tempo disponível no regulamento”, explica Guiga.

O Rally Dakar começa no dia 3 de janeiro com largada em Buenos Aires e chegada em Rosario, na Argentina, percorrendo mais de 9.000 quilômetros pela América do Sul.

Deixe uma resposta

Top