Você está aqui
Home > Outras categorias > Equipe Mitsubishi Petrobras recupera posições no Dakar

Equipe Mitsubishi Petrobras recupera posições no Dakar

Foto: José Mario Dias
Foto: José Mario Dias

Rally Dakar é sinônimo de superação para a dupla João Franciosi e Gustavo Gugelmin. Depois dos problemas durante a sétima etapa, a dupla teve que enfrentar os primeiros trechos com areia neste Rally Dakar. Ao todo, foram 5h28min29 de prova e a dupla do ASX Racing #384 terminou o dia na 35a colocação.

“Esta foi a etapa mais difícil do Dakar. Largamos atrás dos caminhões e tinha muita poeira. Chegamos a parar várias vezes para poder ver a estrada e o caminho a seguir. Tomamos alguns sustos e quase saímos do trecho”, comenta João Franciosi, que está em seu primeiro Rally Dakar. “Foi uma prova muito técnica, mas havia me preparado psicologicamente para saber administrar isso. Foi muito longo, mais de 5h30 de prova”, destaca.

O trecho entre as cidades de Salta e Belén, na Argentina, teve 766 km, com 393 km de especial. Além de todas as dificuldades diárias da prova hoje, pela primeira vez nesta edição, a dupla encarou os primeiros trechos com areia. “Vínhamos muito bem até atolarmos no rastro dos caminhões, mas conseguimos sair rápido. Após disso, tivemos que procurar alterativas entre as dunas, pois não tinha como ficar no rastro dos veículos da frente. Depois vieram os trechos fora de estrada. O caminho era dentro do leito de rios com pedras enormes, muito difícil de passar. Tivemos que ter muita concentração para chegar até o final. Estou exausto”, desabafa Franciosi.

“Mas independente da nossa classificação no resultado geral, o importante é o resultado a cada dia. É a força de vontade de chegarmos a cada etapa. Não é só por nós. Por trás, tem toda uma equipe torcendo e querendo que a gente chegue”, afirma o piloto.

Etapa 9 – 12 de janeiro
Belén – Belén (ARG)
Deslocamento: 111 km
Especial: 285 km
Total: 396 km

Um dia curto, mas muito difícil no Rally Dakar. O laço pela região de Belén será nas temidas dunas de Fiambalá. Serão muitos trechos fora de estrada, tanto em dunas com vegetação dispersa, quanto em terrenos mais duros e por leito de rios secos, que exigirão muita navegação. As altas temperaturas devem contribuir para as dificuldades deste dia.

Deixe uma resposta

Top