Você está aqui
Home > Outras categorias > Estreia da Porsche GT3 Cup em Goiânia promete afunilar briga pelo tri inédito

Estreia da Porsche GT3 Cup em Goiânia promete afunilar briga pelo tri inédito

Foto: Beto Issa
Foto: Beto Issa

Depois de sete vencedores diferentes em oito corridas em 2015, a Porsche GT3 Cup vai conhecer o autódromo de Goiânia neste sábado em mais um capítulo do que vem se desenhando como a história do primeiro tricampeonato da categoria.

Os quatro bicampeões ocupam as quatro primeiras posições do campeonato, já venceram corridas na temporada e são os únicos a ultrapassar 100 pontos na tabela de classificação. Recordista em vitórias na categoria (37), o atual campeão Constantino Jr lidera com 134 pontos, seguido por Ricardo Rosset (115), Miguel Paludo (113) e Ricardo Baptista (100).

Os dois primeiros já competiram no Autódromo Internacional Ayrton Senna, que, com a quinta etapa da temporada, será a 12ª pista na década de história da Porsche GT3 Cup. Constantino Jr correu de F3 em 1992, Rosset, de Fórmula Ford em 1991 e, neste ano, em parceria com Diego Nunes na prova inaugural da Stock Car.

“Acho muito bom irmos para Goiânia. É uma pista muito técnica e veloz. Tenho certeza que os pilotos vão gostar”, afirmou o ex-piloto de F1. Rosset também destaca o equilíbrio da temporada e argumenta que com a introdução do lastro de êxito e a adaptação dos competidores ao carro da categoria a disputa está mais intensa. “Acho que para vencer o campeonato vai ser preciso ter regularidade e sorte para não ser tocado e jogar pontos fora, como foi meu caso na primeira etapa.”

Vencedor da primeira corrida em Cascavel, que também marcou a introdução de uma nova pista no calendário da Porsche GT3 Cup, Ricardo Baptista aponta a importância de trabalhar no simulador e assistir a filmagens com câmeras onboard de outros carros no circuito de Goiânia para favorecer a adaptação ao traçado.

“O segredo para o inédito tri é ser constante tanto na primeira prova quanto na segunda, que por ter o grid invertido representa um desafio maior”, apontou o piloto do carro #27, destacando ainda a importância de reduzir a margem de erro no quali e nas corridas e evitar confusões nas largadas.

O gaúcho Miguel Paludo, que retorna à categoria neste ano depois de mais de 50 largadas pela Nascar, se disse ansioso para acelerar em Goiânia. “Não conheço o autódromo ainda, mas ouvi dizer que tem uma estrutura incrível.” O piloto do carro #32 resume em duas palavras o fator decisivo para o tri: Consistência e vitórias. “Todos os bicampeões são superexperientes e rápidos. Já estamos chegando à metade da temporada e cada ponto conquistado vai ser importante para o título.”

Constantino Jr concorda com Miguel: “São pilotos de alto nível e a disputa será acirrada até o fim. Todos já mostraram capacidade para vencer e o que pode acabar fazendo a diferença é aquele que tem seu pior resultado melhor que os piores resultados dos adversários. Por isso é fundamental pontuar sempre”.

A primeira jornada da Porsche GT3 Cup Challenge na capital goiana será um evento conjunto com o prólogo e largada promocional do Rally dos Sertões.

Deixe uma resposta

Top