Você está aqui
Home > Destaques > Exclusivo: “Tá ligado? Fizemos uma entrevista “no capricho” com o narrador Sergio Maurício

Exclusivo: “Tá ligado? Fizemos uma entrevista “no capricho” com o narrador Sergio Maurício

“Tá ligado?”, fizemos “no capricho” nossa primeira entrevista exclusiva e nada melhor estrear com o narrador Sérgio Maurício, um ser humano fora do comum.

Oferecimento (Patrocinadores)
Arte Bonilha  magazineiii

Foto: Reprodução SporTV
Foto: Reprodução SporTV

Carioca, com seus 53 anos de idade, sua carreira de locutor esportivo teve início na Rádio Roquette Pinto e prosseguiu pelas Rádios Carioca, Capital, Tamoio, Manchete e CBN. Na televisão especializou-se em transmissões de Fórmula 1, Motovelocidade, Voleibol, Basquetebol, entre outros.

Por ocasião dos Jogos Panamericanos de 2007, teve o privilégio de narrar à conquista da primeira medalha de ouro conquistada por um atleta brasileiro (Diogo Silva) nas lutas de taekwondo.

Escalado para narrar os jogos Olímpicos de Londres pelo SporTV, chorou copiosamente após o ouro de Sarah Menezes e o bronze Felipe Kitadai no Judô. Recebeu, inclusive, uma homenagem do narrador Galvão Bueno por sua contribuição ao esporte como profissional de comunicação e pela emoção desta transmissão.

Atualmente trabalhando no canal de assinatura SporTV e na TV Globo, o criador dos bordões “No Capricho e Tá ligado”, concedeu uma entrevista exclusiva para o nosso site. Confira!

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: É um prazer entrevistá-lo Sérgio. Gostaria que contasse um pouco da sua carreira… Onde começou, passou, até chegar ao SporTV?
Sérgio Maurício: O prazer é todo meu, Elton. Comecei no radio aos 16 anos, passei por diversas emissoras, Roquette Pinto, Capital, Carioca, Continental, Manchete, CBN. Em 1990 me transferi pra TVE e em janeiro de 1992 entrei para o Top Sport, primeiro nome do SporTV.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Qual evento mais marcante no qual narrou até hoje? Poderia descrever sua emoção?
Sérgio Maurício: Acho que a medalha de ouro do Diogo Silva no taekwondo nos jogos Pan Americanos do Rio de Janeiro em 2007. A medalha de ouro da Sarah Menezes foi emblemática e também foi muito emocionante pelo contexto. (Difícil escolha).

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Pretende fazer um livro futuramente?
Sérgio Maurício: Pro futuro quem sabe… (ficamos na torcida)

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: O Sr. costuma usar alguns bordões durante suas narrações, por sinal, é muito bacana! Acha que isto ajuda a criar uma identidade de quem assiste?
Sérgio Maurício: Os bordões vêm do radio e eu sou muito radiofônico. Eles caem no gosto popular e aproximam o telespectador do narrador, criando ate certa intimidade.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: O que o Sr. acha do atual momento da Fórmula 1 levando em consideração todo o sucesso que foi antigamente?
Sérgio Maurício: Não gosto de comparações, cada época foi a sua época. Temos manias de comparar, mas a avaliação não é verdadeira. A Fórmula 1 continua um sucesso, é a principal categoria do automobilismo mundial e continuará sendo por muito tempo.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Tem alguma preferência na hora de narrar? Fórmula 1, Stock Car, Vôlei…
Sérgio Maurício: Cada vez que sou escalado o meu evento será uma final de copa do mundo. Trato todos da mesma forma, pratiquei muitas modalidades esportivas mas no automobilismo,Vôlei e lutas tenho uma identificação maior.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Quais são as dificuldades de um narrador na TV?
Sérgio Maurício: Não existe dificuldade se você está preparado e seguro do que vai fazer, existe sim muitas horas de voo, muito estudo e um dom natural par narrar.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: O Sr. gostaria de narrar a Fórmula 1 na TV aberta (Rede Globo) também? Como foi a experiência de narrar o GP da Áustria do ano passado em Rede Nacional?
Sérgio Maurício: Trabalhei 23 anos na TVE e por lá fiz de tudo: de apresentador de jornal a debatedor do Sem Censura, passando pela chefia de esportes, narrações esportivas e documentários, chamadas entre outros. Narro a Stock (Car) desde 2011 na (Rede) Globo e lá já fiz 10 UFC e 8 jogos de Vôlei, Ciclismo, Motovelocidade… É sempre muita responsabilidade seja em qualquer emissora.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: O Lito Cavalcanti parece uma pessoa encantadora, assim como o Max Wilson… Como é trabalhar ao lado dessas feras?
Sérgio Maurício: São pessoas muito agradáveis de conviver e trabalhar, cada um com o seu conhecimento, sua forma de passar isso e eu sé aprendo todos os dias com eles.

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Quais seus planos profissionais para os próximos meses? Tem algum projeto novo que pode revelar pra gente?
Sérgio Maurício: Estou me preparando para embarcar para o Pan 2015 (no Canadá). (Fazendo jus à fama de pé-quente, podemos esperar por mais medalhas de ouro hehe).

Elton Alexandre / A Toda Velocidade: Pra encerrar, um conselho pra quem está tentando o sonho de ser um profissional respeitado como o Sr.
Sérgio Maurício: Trabalhe com humildade, estude muito e se esforce sempre. Obrigado pela oportunidade de estar com você Elton e seus leitores, tá ligado?

Deixe uma resposta

Top