Você está aqui
Home > Coluna "No Capricho!" > Exclusivo – O que esperar da F1 em 2016? – por S. Maurício

Exclusivo – O que esperar da F1 em 2016? – por S. Maurício

Reprodução (arte – Amigos do Sérgio Maurício)
Reprodução (arte – Amigos do Sérgio Maurício)

Os carros ainda não foram pra pista, mas as notícias pipocam de todos os lados. A expectativa dos primeiros testes coletivos é grande, mas não acho que haverá muita mudança no cenário do ano passado.

O tricampeão Hamilton, o segundo piloto mas bem pago da atualidade, atrás de Alonso que tem dois títulos, mas sabe fazer contratos como ninguém, deve ser o protagonista de novo. Aí você me pergunta: mas e a reação da Ferrari no final do ano, e Vettel tetracampeão, o terceiro na lista dos riquinhos, doido pra igualar Fangio, tendo Kimi como coadjuvante de luxo? E a Red Bull com os fortes Riccardo e Kvyat? Será que vai?

Pois é… Ainda aposto na Mercedes e se tivesse que chutar diria que o ano deve ser hegemônico de novo. Os carros não têm muitas mudanças do que foram no ano passado. Então… Segue a Flexa de Prata de novo dando as cartas, com um Nico animado, pelo menos na teoria.

A Ferrari terá um nome de peso: Jock Clear, que depois de um afastamento de um ano volta a Fórmula 1. Ele tem bagagem e trabalhou com o Schumi e Nico entre 2011 e 2013, portanto sabe uns segredinhos dos alemães. No principio fica como Arrivabene quando chegou a casa de Maranello, observando o trabalho de pista, para aí sim colocar seus planos em ação. Os italianos precisam de muita organização e Clear veio pra “limpar” como sugere seu sobrenome e organizar o time.

Os Bulls tiveram um final de campeonato bom depois daquela pressão na Renault que volta como equipe de fábrica (depois de comprar a Lotus), porém é uma incógnita. A dupla de pilotos Magnussen e Palmer não me inspira confiança. Pastor Maldonado desempregado e sem cockpit pra 2016.

A Williams é aquela equipe do quase. Rob Smedley garante que o carro 2016 é melhor que o 2015 mas também ele iria dizer coisa diferente? Felipe Massa terá um ano difícil novamente e Bottas revelou nas redes sociais que esta doidinho pra ganhar uma corrida.

E a McLaren? A parceria com a Honda acredito que as coisas vão mudar. 2015 foi o pior ano da montadora japonesa no que tange a esporte a motor em toda a sua existência. O erro no dimensionamento do turbo foi reparado e os fortes Alonso e Button tem fé que esse ano não será igual como do ano passado.

Os Toros vem de motor Ferrari uma geração atrás, por outro lado sempre fizeram bom carro e tem uma dupla jovem e claro, extremamente talentosa: Max e Sainz.

A Indian vem forte tenho certeza! A dupla Hulck e Perez mantida foram bom senso.

A Manor é aquilo: esperar pra ver mas tem que injetar muita grana se não quiser ser a última do grid. Os pilotos ainda não foram definidos.

A Sauber atrasou o projeto e o carro novo não vai pra pista nos primeiros testes então não esperem muita coisa esse ano. Nasr não vai ter muito o que fazer se não derem a ele um carro bem melhor do que o péssimo modelo do ano passado.

E a Haas? Com pilotos definidos é a grande novidade desse ano aumentando o grid pra 22 carros e deve no início rivalizar com Manor, Sauber e Renault. Gutierrez e Grosjean são dois pilotos cheios de vontade de mostrar serviço.

Então que venham os primeiros ensaios e que os meus chutes sejam na direção do gol.

E esperar ansiosamente 20 de março, em Melbourne.

Tá Ligado?

Deixe uma resposta

Top