Você está aqui
Home > Outras categorias > F-4: Visita de Emerson Fittipaldi marcam etapa de Monza para Giuliano Raucci

F-4: Visita de Emerson Fittipaldi marcam etapa de Monza para Giuliano Raucci

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Entre os destaques positivos para a jovem revelação do kartismo brasileiro (que conquistou diversos títulos no Brasil e conquistou a melhor posição do País no Mundial de Kart nos últimos dez anos), um deles veio fora das pistas: a visita do bicampeão mundial de F-1 e da Indy 500 Emerson Fittipaldi.

“É sempre uma honra ter um apoio deste e fico muito feliz em ver o carinho dele comigo, especialmente em um ano tão importante em minha carreira como neste de estreia em fórmulas na Europa. A presença do Emerson em nosso box foi incrível, o ambiente foi especial, todo mundo querendo falar com ele aqui em Monza, onde ele conquistou o primeiro título de F-1”, diz Raucci sobre Fittipaldi, que esteve no circuito italiano acompanhando a F-3 Europeia , na qual compete seu neto, Pietro, e que integrou a programação de corridas do final de semana junto com a F-4.

Dentro das pistas, Giuliano também comemorou duas pontuações em três corridas, com um oitavo lugar na prova 1 e um décimo na prova 3, além de conquistar um lugar na terceira colocação do grid da corrida 2 após a colocação dentro do top-10 na etapa 1 de Monza. Estes bons resultados inclusive foram destacados pela Prema Power Team justamente após as dificuldades enfrentadas no treino classificatório, após a equipe detectar uma falha eletrônica no carro que prejudicou a performance de Giuliano nas tomadas de tempo.

“Saio desta etapa com a cabeça erguida e com muita vontade de fazer melhor na próxima corrida. Fiz uma corrida intensa na etapa 1, com muitas ultrapassagens, após sair de 24o lugar no grid e chegar em oitavo, ainda levando um toque em plena reta dos boxes que me fez cruzar a linha de chegada de marcha ré!”, diz Raucci.

“Largando em terceiro na segunda etapa, tinha grande chance de pódio, mas dois pilotos quiseram forçar uma ultrapassagem e acabei perdendo a asa dianteira e tendo a prova prejudicada”, disse Raucci, que em 2015 fechou uma parceria com o Instituto Ayrton Senna para homenagear o tricampeão mundial de F-1.

Se a F-4 teve um final de semana acidentado, a categoria acima, F-3, foi ainda pior, com um final de semana de muitas batidas sérias em alta velocidade – a última prova interrompida pela direção de prova e causou grande repercussão. A próxima etapa da F-4 Italiana será em Ímola, no próximo dia 28.

Deixe uma resposta

Top