Você está aqui
Home > F-Truck > F-Truck: Leandro Totti preparado para Santa Cruz do Sul

F-Truck: Leandro Totti preparado para Santa Cruz do Sul

Foto: Orlei Silva
Foto: Orlei Silva

Terceiro colocado no campeonato brasileiro de Fórmula Truck, Leandro Totti, o atual campeão da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul, está empolgado em disputar a sexta etapa da temporada, marcada para dia 9 de agosto no Autódromo de Santa Cruz do Sul, na cidade do interior do Rio Grande do Sul.

Ele tem 172 pontos contra 197 de seu companheiro de equipe, o líder Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation), e 187 do segundo colocado Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), mas entende que essa diferença é algo perfeitamente superável devido ao regulamento deste ano, que coloca em disputa 53 pontos por etapa: 25 para o vencedor de cada fase, mais um pela pole e um pela melhor volta na primeira e na segunda partes das corridas.

“Estou sempre tentando ficar entre os primeiros, pois o novo regulamento tem muitos pontos em jogo. Acredito que para brigar pelo título até o final do ano, quando na última prova ninguém usará o restritor, é preciso estar entre 20 e 25 pontos atrás do líder. No Velopark não marquei nada e caí para quarto lugar. Em compensação em Goiânia dei azar no começo e sorte no final”,  disse Totti.

A desafiadora pista de Santa Cruz do Sul, uma das mais novas do Brasil (inaugurada em 2005), traz boas lembranças para Totti. Ano passado, quando conquistou pela segunda vez a dobradinha dos títulos Brasileiro e Sul Americano (2012 e 2014) ele teve dificuldades, mas ainda assim foi bem, como lembra: “Tive problemas e larguei em último lugar. Fiz uma corrida de recuperação e quando estava em quarto eu e o Salustiano nos tocamos e tive de abandonar. Gosto da pista de Santa Cruz, que tem um traçado interessante”, prosseguiu o atual campeão.

O uso do restritor de potência, para Totti, foi outro fator bastante positivo inserido na Fórmula Truck. Ele fala com conhecimento de causa, pois no ano passado conquistou cinco vitórias seguidas e abriu diferença praticamente impossível de ser tirada. Agora, ele não vê a possibilidade de o líder repetir seu feito justamente devido ao uso do restritor, que tira cerca de 70 cavalos do primeiro colocado na classificação geral, 50 HP do segundo e 30 do terceiro, neste caso, ele próprio.

“O restritor movimentou muito a Fórmula Truck, pois mesmo com um caminhão bom, o redutor equilibra as disputas. Sem o restritor acho que o Giaffone já teria aberto mais vantagem ainda. No geral foi interessante, pois ninguém dispara e temos sempre garantia de emoção na pista. É isso o que o público quer ver”, finalizou Totti.

Deixe uma resposta

Top