Você está aqui
Home > Destaques > F1: Mercedes não encontrou nenhuma evidência da Ferrari no esquema de espionagem

F1: Mercedes não encontrou nenhuma evidência da Ferrari no esquema de espionagem

Foto: Mercedes
Foto: Mercedes

Em declaração ao site “Autosport”, um porta voz da Mercedes afirmou não ter a certeza se a Ferrari estaria envolvida no esquema de espionagem envolvendo o ex-engenheiro Beijamin Hoyle.

“Até o momento não existe nenhuma razão para acreditar que a informação foi transferida para a Ferrari”, afirmou um dos assessores da escuderia alemã. “Assim não encontramos nenhuma razão para acreditar que exista qualquer um dos documentos judiciais feito a respeito, ou, qualquer alegação de conduta imprópria nas mãos da Ferrari”, prosseguiu.

“Por outro lado não retiramos o processo judicial contra o nosso ex-engenheiro, o Sr. Hoyle. Iremos continuar com este processo visando proteger a equipe e fabricante de potenciais danos ocasionados. Queremos saber quem seria a empresa em potencial que poderia receber tais informações”, destacou.

“A Mercedes vai continuar com as suas investigações até que possa concluir que todas as informações confidenciais foram recuperadas. O que é preciso de mais dois ou quatro meses de trabalho”, completou.

Sergio Marchionne, presidente da Ferrari, afirmou que não possui nenhuma intenção em contratar Beijamin Hoyle: “Não há nenhum contato com o Sr. Hoyle. Em nenhuma situação. Esse senhor nem se quer nos procurou para ser contratado. Então, realmente, não temos mais nada para falar sobre isso.”

Deixe uma resposta

Top