Você está aqui
Home > Outras categorias > FE: Forte Calor preocupa brasileiro Bruno Senna na Malásia

FE: Forte Calor preocupa brasileiro Bruno Senna na Malásia

Foto: Shivraj Gohil
Foto: Shivraj Gohil

Além do risco de chuva, possibilidade antecipada pelos serviços de meteorologia, o forte calor é a nova preocupação das equipes e pilotos na etapa de Putrajaya, a segunda da temporada 2015/2016 da Fórmula E. Os termômetros superaram os 32 graus nesta sexta-feira, véspera da corrida no circuito de rua da antiga capital da Malásia, e a alta umidade elevou ainda mais a sensação de desconforto.

“Mas o maior problema é que as baterias têm limitações térmicas e são muito afetadas pelas temperaturas. Todos terão de tomar cuidado com essa questão, ao invés da falta de energia. As baterias começam perto de 20 graus. A partir dos 55, o rendimento cai. Ao bater nos 63, a potência é cortada”, relatou Bruno Senna.

Sem atividades de pista, uma vez que a programação da categoria é concentrada em apenas um único dia para minimizar o impacto das restrições ao trânsito nas cidades por onde passa, Bruno dedicou o dia às reuniões técnicas e a atenção à imprensa. Bruno acredita que o potencial da Mahindra foi exposto pelo companheiro, o alemão Nick Heidfeld – 3º no qualifying e ao final da prova. “O carro está competitivo. Com o aprendizado que tivemos lá e resolvendo os problemas que enfrentamos, estamos muito mais preparados agora.”

Apesar da confiança, Bruno admite que as impressões iniciais de Pequim podem não se refletir na Malásia. “A pista é muito diferente, o calor está muito mais alto, enfim, há outras variáveis que podem dar uma embaralhada maior no grid. Espero que a gente continue largando na frente, porque o trabalho fica bem mais fácil”, comentou.

A equipe francesa e.DAMS, braço oficial da Renault no mundial de carros elétricos da FIA, segue com amplo favoritismo, na opinião do brasileiro. “Eles estão um passo à frente de todas as demais”, reconheceu. Em Pequim, o suíço Sébastien Buemi dominou amplamente – pole, vitória tranquila e melhor volta – e seu companheiro, o francês Nicolas Prost, não transformou o segundo lugar do grid em pódio porque abandonou depois de obrigado a entrar boxes para reparar a asa traseira que ameaçava se soltar.

A Fox Sports exibirá ao vivo o e.Prix de Putrajaya: as tomadas classificatórias e a Super Pole a partir da zero hora deste sábado e as 33 voltas serão transmitidas às 4 horas (Brasília).

Deixe uma resposta

Top