Você está aqui
Home > Outras categorias > FS MotorSport: Ajustes finais do corpo, mente e carro para o Rally dos Sertões

FS MotorSport: Ajustes finais do corpo, mente e carro para o Rally dos Sertões

Foto: Luciano Santos
Foto: Luciano Santos

Quem acredita que participar de uma prova como o Rally dos Sertões se baseia em entrar no carro e acelerar em alta velocidade, e, que fazer isso é fácil… Está muito enganado! Até mesmo aqueles que participarão desta competição pela primeira vez têm consciência de que os ajustes no veículo são importantes, mas, os do corpo e da mente são imprescindíveis. É preciso estar 100% pronto para ser páreo neste rally que acontecerá de 01 a 08 de agosto, em um roteiro de 2.917 quilômetros entre as cidades de Goiânia, GO, e Foz do Iguaçu, PR.

Apesar da sua estreia no Sertões, o piloto Fábio Simsen estará bem acompanhado do navegador Sidinei Broering, que contabiliza cinco participações no segundo maior rali do mundo. Experiência essa que fará toda a diferença para a equipe FS MotorSport, que também conta com mais dois estreantes, a dupla Flávio Lunardi e Jeam Carlo Maiochi.

“Mesmo depois de várias participações, Sertões é sempre Sertões, e com um novo piloto e um novo carro, temos uma certa expectativa, pois tudo no time é novidade e ainda em desenvolvimento. Por isso, terminar o rali, chegar ao final sem grandes problemas e evitar forfetes (quando o competidor não termina uma etapa), será o nosso principal objetivo; mas sempre buscando o pódio. Se colocarmos a nossa equipe entre os três primeiros da nossa categoria, já será uma grande vitória, pois temos adversários de peso a respeitar”, declarou Broering.

Do percurso total, 1.487 quilômetros são de trechos cronometrados e, da largada a chegada, os pernoites serão em Rio Verde (GO), Itumbiara (GO), São Simão (GO), Três Lagoas (MS), Euclides da Cunha Paulista (SP) e Umuarama (PR). Por oito dias, Simsen/Broering e Lunardi/Maiochi terão de acelerar em alta velocidade, driblando os mais variados e difíceis obstáculos off-road, e tudo isso, por caminhos que eles nunca passaram antes.

“Esse é o grande desafio do Rally dos Sertões, que nos leva aos lugares mais inóspitos, geralmente, por estradas ou trilhas pouco utilizadas. Estou ansioso pela quarta etapa (dia 05 de agosto) que será a mais rápida do certame. O piso será predominante de areia, com bifurcações que poderão confundir e passaremos por caminhos ora largos, ora estreitos”, apontou Maiochi.

Deixe uma resposta

Top