Você está aqui
Home > Destaques > GP2: Negrão chega em 9º e volta aos pontos em A. Dhabi

GP2: Negrão chega em 9º e volta aos pontos em A. Dhabi

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O paulista André Negrão voltou à zona de pontuação com o 9º lugar neste sábado no circuito de Yas Marina na abertura da última rodada dupla da Fórmula GP2. Foi uma das melhores atuações no campeonato do piloto da Arden International, equipe da qual se despedirá amanhã na segunda corrida do fim de semana.

O belga Stoffel Vandoorne, campeão antecipado há duas etapas e detentor do recorde de pontos, conquistou mais uma marca ao ganhar pela 7ª vez e se tornar o maior vencedor em uma temporada.

Com um novo motor e pondo fim ao longo período de queixas sobre a falta de potência da unidade que vinha usando, Negrão largou em 11º e chegou a andar em 3º em grande parte das 31 voltas, antes de perder posições durante a parada obrigatória para troca de dois pneus já no final da corrida. Mas comemorou os pontos que não saboreava desde a etapa inaugural no Bahrein em abril. “Se eu tivesse esse motor desde o começo da segunda metade do calendário, tudo seria bem melhor. Vamos dar uma outra olhadinha no acerto e tentar buscar mais alguns pontinhos amanhã.”

Negrão, que testará na mesma pista pela Rapax de quarta a sexta da próxima semana, admitiu que o safety car virtual nas voltas iniciais atrapalhou um pouco seus planos. Mas, por outro lado, aumentou a vida útil dos pneus mais duros que escolheu para a largada. “O carro estava melhor nessa hora. Foi minha corrida com maior número de ultrapassagens. Com os pneus mais moles, que não resistem por mais do que algumas voltas, o carro piorou e começou a sair um pouco de frente”, explicou.

Já no limite da zona de pontos da segunda bateria, que premia os oito primeiros, com duração reduzida e sem a necessidade da troca de pneus, Negrão sente que as perspectivas são mais do que animadoras. “Acho que dá para ir além do que fizemos hoje. Um P3 seria maravilhoso para encerrar o ano, mas não será fácil. De qualquer forma, minha confiança agora é outra, porque sei que posso brigar lá na frente”, concluiu. A largada está marcada para as 8h20 (Brasília), com transmissão ao vivo pelo SporTv.

O resultado:

1 – Stoffel Vandoorne – ART – 31 voltas – 1h03’32″405
2 – Raffaele Marciello – Trident – a 9.404
3 – Mitch Evans – Russian Time – a 10.327
4 – Alexander Rossi – Racing Engineering – a 12.105
5 – Pierre Gasly – DAMS – a 22.621
6 – Jordan King – Racing Engineering – a 25.817
7 – Rio Haryanto – Campos – a 26.406
8 – Alex Lynn – DAMS – a 26.988
9 – André Negrão – Arden – a 30.412
10 – Nathanael Berthon – Lazarus – a 36.974
11 – Nobuharu Matsushita – ART – a 41.939
12 – Sergio Canamasas – Lazarus – a 43.105
13 – Sergey Sirotkin – Rapax – a 44.058
14 – Rene Binder – MP – a 45.982
15 – Oliver Rowland – Status – a 54.566
16 – Gustav Malja – Rapax – a 1’00.592
17 – Arthur Pic – Campos – a 1’02.596
18 – Marlon Stockinger – Status – a 1’20.398

Deixe uma resposta

Top