Você está aqui
Home > Destaques > In Loco – GP2: Punições tiram Negrão da zona de pontos

In Loco – GP2: Punições tiram Negrão da zona de pontos

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O paulista André Negrão esteve muito próximo de regressar à zona de pontos na GP2, mas duas punições – uma já nas últimas das 25 voltas – o fizeram passar em branco na abertura da rodada dupla do GP da Bélgica neste sábado em Spa-Francorchamps. O epílogo não poderia ser mais decepcionante para o piloto da Arden, que acabou cruzando a linha de chegada em 20º e viu complicadas as suas chances até mesmo amanhã no complemento da programação.

A vitória – a quinta na temporada – foi do local Stoffel Vandoorne, que chegou aos 223 pontos e ampliou para 110 a liderança sobre o adversário mais próximo, o norte-americano Alexander Rossi.

A prova foi marcada pelo impressionante acidente com Daniiel de Jong na oitava volta. O holandês tocou rodas com o francês Pierre Gasly e bateu forte de frente contra as barreiras de pneus a mais de 200 km/h. Foi transferido de helicóptero para um hospital em Liege e, de acordo com os organizadores da GP2, estava falando e em condições estáveis horas depois da batida. A prova foi interrompida e provocou uma mudança na estratégia de vários pilotos.

Negrão não escondeu o desapontamento com a sucessão de problemas. Ele largou em 20º, mas havia conseguido superar a confusão na primeira curva depois da largada e completou a volta inicial em 13º. Escolheu o momento certo para fazer a troca obrigatória de pneus, mas seria surpreendido por duas decisões dos comissários desportivos: uma com acréscimo de cinco segundos no tempo final por supostamente desrespeitar os limites da pista para fazer uma ultrapassagem e outra, um time penalty de 10 segundos por desligar o carro no pit lane com bandeira verde. Neste momento, era o 9º colocado.

“Foi tudo uma bobagem, até difícil de explicar”, disse após a corrida. Inconformado com a posição final, ainda relatou outra dificuldade no longo – 7.004 metros de comprimento – e veloz traçado das Ardenas. “É difícil conseguir algo aqui quando o motor não rende o que a gente precisa.”

A segunda bateria – 14ª etapa -, com 18 voltas e sem necessidade de troca de pneus, será disputada amanhã às 5h35 (Brasília) com transmissão ao vivo do SporTv. O britânico Jordan King, 8º neste sábado, sairá na pole pelo sistema de grid invertido.

O resultado de hoje:

1 – Stoffel Vandoorne – ART – 25 voltas em 1’22’18″099
2 – Arthur Pic – Campos – a 9″979
3 – Artem Markelov – Russian Time – a 12″856
4 – Julian Leal – Carlin – a 13″106
5 – Alexander Rossi – Racing Engineering – a 19″264
6 – Mitch Evans – Russian Time – a 19″527
7 – Nathanael Berthon – Lazarus – a 23″723
8 – Jordan King – Racing Engineering – a 29″267
9 – Sergey Sirotkin – Rapax – a 34″144
10 – Marlon Stockinger – Status – a 34″859
11 – Gustav Malja – Trident – a 35″169
12 – Alex Lynn – DAMS – a 35″610
13 – Sergio Canamasas – Lazarus – a 35″797
14 – Pierre Gasly – DAMS – a 35″857
15 – Rio Haryanto – Campos – a 41″571
16 – Richie Stanaway – Status – a 43″894
17 – Raffaele Marciello – Trident – a 46″546
18 – Sean Gelael – Carlin – a 50″840
19 – Robert Visoiu – Rapax – a 51″632
20 – André Negrão – Arden – a 58″453

Deixe uma resposta

Top