Você está aqui
Home > Stock Car > In Loco – Stock Car: Equipe Prati Donaduzzi avaliou de forma positiva o primeiro dia em Cascavel

In Loco – Stock Car: Equipe Prati Donaduzzi avaliou de forma positiva o primeiro dia em Cascavel

Foto: Vanderley Soares
Foto: Vanderley Soares

No finalzinho, praticamente no fechamento do cronômetro, Luciano Burti (RZ Motorsport) estabeleceu a volta mais rápida dos treinos que abriram nesta sexta-feira em Cascavel a programação da oitava etapa da Stock Car. O resultado foi uma surpresa, já que o ex-piloto da Fórmula 1 ocupa apenas a 25ª colocação no campeonato, e poucos acreditavam que a marca estabelecida por Valdeno Brito (Shell Racing), apenas um milésimo melhor que a de Galid Osman (Ipiranga/RCM), seria superada.

Burti não foi o único a se destacar – para o bem ou para o mal – num dia ensolarado e quente no oeste paranaense. O atual campeão Rubens Barrichello (Full Time Sports) não passou de um distante 28º lugar, enquanto os pilotos da Prati-Donaduzzi parecem a caminho da recuperação de uma prova longe do potencial da equipe em Goiânia há duas semanas – Júlio Campos terminou em 11º, enquanto o companheiro Antonio Pizzonia fechou em 17º.

De volta aos boxes para a reunião com os técnicos da equipe, Campos e Pizzonia coincidiram na avaliação de que a equipe largou bem para a corrida deste domingo. “Precisamos trabalhar um pouco mais no equilíbrio do carro, mas saímos bem melhor do que em Goiânia”, afirmou Campos, o 4º na tabela de pontos.

Pizzonia relatou alguma dificuldade com a dianteira no trecho inicial do veloz circuito e recomendou um acerto mais radical para a tomada classificatória. “Acho que podemos ser mais agressivos com a cambagem porque aqui não existem freadas críticas, que ameacem o travamento das rodas.”

Deixe uma resposta

Top