Você está aqui
Home > Destaques > MB Challenge: Nigris e Sartório saem na frente na Master

MB Challenge: Nigris e Sartório saem na frente na Master

Foto: Fábio Davini
Foto: Fábio Davini

A temporada de 2015 do Mercedes-Benz Challenge começou em altíssimo nível na divisão Master das categorias CLA AMG Cup e C250 Cup. Com muitas alternâncias na briga por posições, os competidores da disputa voltada para pilotos com mais de 48 anos de idade já começa a conhecer alguns de seus favoritos.

Depois das etapas de Goiânia (GO) e Ribeirão Preto (SP), a liderança na divisão Master da CLA AMG Cup está nas mãos do experiente paulista Neto De Nigris (SP), enquanto o capixaba Betinho Sartório é o primeiro na C250 Cup. De Nigris venceu as duas corridas disputadas até agora. Mas tem enfrentado forte concorrência do gaúcho Carlos Kray e do paulista Betão Fonseca.

Na C250, há um domínio da equipe Paioli Racing. Betinho Sartório – que foi o segundo colocado em Goiânia e primeiro em Ribeirão Preto -, passou a somar 37 pontos na liderança da classificação geral.

O segundo lugar na tabela está com a dupla paulista Marcos Paioli/Peter Gottschalk. Pole positions nas duas corridas, Paioli e Gottschalk venceram a primeira prova e terminaram a corrida de rua em Ribeirão Preto em quarto lugar. Na soma dos resultados, eles ocupam a vice-liderança entre os pilotos da Master.

Equipe unida – Bicampeão desta divisão como piloto e também como chefe de equipe, Marcos Paioli busca um duplo tricampeonato neste ano. Mas garante que, dentro do time, não há vaidade e que trabalha para ver a Paioli Racing sendo campeã.

“Como também corro, consigo ajudar muito mais no desenvolvimento da equipe e isso se reflete na pista. Durante todo o processo de treinos livres e de classificação, estou sempre puxando os pilotos, para que eles assimilem o traçado de forma mais rápida e para que consigam mais velocidade em todos os trechos. Além disso, analisamos juntos a telemetria e fazemos um trabalho de análise das imagens das câmeras onboard. Durante os treinos também mantemos os três pilotos na mesma frequência de rádio, para criarmos, de fato, um trabalho de equipe. Tudo isso só funciona, no entanto, porque não há vaidade e rivalidade internamente até o momento do início da prova. Na corrida, é cada um por si, mas até que a prova comece, nos ajudarmos o tempo todo”, revelou Paioli.

O Mercedes-Benz Challenge volta à pista no dia 31 de maio, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense. Confira as próximas etapas: 28 de junho, Santa Cruz do Sul (RS); 16 de outubro, Goiânia (GO); 13 de setembro, Brasília (DF); 8 de novembro, Tarumã (RS); 13 de dezembro, Interlagos (SP).

Deixe uma resposta

Top