Você está aqui
Home > Outras categorias > Nas ruas do Principado, Pietro Fantin almeja ascensão na F-Renault

Nas ruas do Principado, Pietro Fantin almeja ascensão na F-Renault

Foto: Dutch Photo Agency
Foto: Dutch Photo Agency

A Formula Renault 3.5, uma das principais categorias de acesso à F1, realiza sua segunda etapa do campeonato 2015 neste fim de semana (22 a 24 de maio), em um dos mais tradicionais circuitos do automobilismo internacional, em Mônaco. Fazendo sua terceira temporada, o curitibano Pietro Fantin faz parte do grupo de pilotos que já conhecem o traçado provisório montado nas ruas de Monte Carlo, e tem isso ao seu lado na busca de um lugar no pódio na corrida deste domingo.

Diferente das outras etapas que acontecem no formato de rodada dupla, em Mônaco é disputada apenas uma prova, com duração de 40 minutos mais uma volta. Outro atrativo especial é que a categoria corre no mesmo evento da Formula 1, e também da GP2, o que traz uma motivação extra para Fantin, por ser uma boa oportunidade de “mostrar trabalho” às equipes da mais importante categoria do automobilismo mundial.

Em 2014, já defendendo as cores da International Draco Racing, o paranaense teve um bom desempenho no famoso circuito, terminando o treino no top-5. Apesar de estar envolvido num acidente no início da corrida, Pietro marcou a segunda volta mais rápida da prova. Com base também no ritmo apresentado na etapa de abertura do campeonato, há pouco mais de um mês na Espanha, o piloto de 23 anos acredita que pode ter um resultado ainda melhor neste ano.

Os pilotos da Formula Renault 3.5 vão à pista pela primeira vez na sexta-feira, para a única sessão de treinos livres, e no sábado, a classificação será dividida em dois grupos. A corrida tem início marcado para às 6h10 (horário de Brasília) no domingo, com transmissão ao vivo do canal Esporte Interativo a partir das 6h.

Pietro Fantin: “Tenho boas expectativas para essa corrida de Mônaco. É minha pista favorita, pois andamos sempre no limite, próximos dos muros e sem chances para erros, exige muito fisicamente dos pilotos, além do cenário com os barcos e a toda a sua história. Correr junto com a F1 é uma motivação a mais, as equipes ficam de olho e um pódio acaba influenciando muito. Estou bem confiante devido ao nosso desempenho no ano passado e por já conhecer a pista, então o objetivo é brigar pelas primeiras posições.”

Deixe uma resposta

Top