Você está aqui
Home > Destaques > Rally dos Amigos: Em Avaré, interior de SP, festa na decisão de mais um evento do rali nacional

Rally dos Amigos: Em Avaré, interior de SP, festa na decisão de mais um evento do rali nacional

Foto: Marcelo Machado
Foto: Marcelo Machado

Era exatamente 9h10 quando a primeira moto recebeu o sinal verde e deu início a disputa do 18º Rally dos Amigos, realizado neste sábado (12), em Avaré, interior de São Paulo. A meta da organização – a Du Sachs Promoções e Eventos – foi cumprida e 100 veículos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros participaram da competição que marcou a final dos campeonatos Brasileiro de Rally Cross Country (12ª etapa) e Brasileiro de Rally Baja (15ª etapa).

Em virtude das chuvas na região, o trecho cronometrado que originalmente tinha 114 quilômetros, foi reduzido para 105 quilômetros, mas, nem por isso, perdeu aquilo que mais atrai os participantes: o nível técnico. Pelo caminho (que atravessou eucaliptais e canaviais), desafios como areia, erosões, lombas, diversas curvas e, claro, poças d’água e lama foram superados.

Alguns dos competidores já estavam na prova quando (passava das 11h), uma forte chuva caiu sobre a região, aumentando ainda mais as dificuldades do percurso. Por ser uma final de temporada, algumas das categorias existentes na competição estavam por definir seus campeões; logo, os nervos daqueles que estavam na decisão precisaram controlar não somente a ansiedade, mas também a tensão para não colocar tudo a perder. Desta forma, o equilíbrio emocional, dosagem certa na pilotagem e respeitar os limites da máquina, foram essenciais na hora de buscar o melhor tempo do Rally dos Amigos.

Vitórias e comemorações – Baja

Com apenas 17 segundos de vantagem, o piloto catarinense Ike Klaumann foi o mais rápido do certame. “A prova estava muito boa, com vários tipos de trechos e mix de velocidade (baixa, média e alta). Procurei andar mais ‘solto’, com uma tocada segura”, comentou ele, que se disse surpreso com o resultado, principalmente, por não ter disputado o campeonato Brasileiro inteiro.

Na segunda posição, ficou o gaúcho Gregório Caselani, seguido pelo paulista Ramon Sacilotti. “Com essa colocação me consagrei tricampeão brasileiro pela categoria Super Production (motos). Depois de um ano muito difícil, cheguei a essa última etapa com uma vantagem de quatro pontos, o que me permitia terminar o rali em segundo lugar. Mantive um ritmo moderado, pensando apenas no campeonato e preferi administrar”, contou Caselani.

Os portugueses Fausto Mota e Rui Oliveira – que vieram ao Brasil exclusivamente para participar do Rally dos Amigos – subiram no pódio. Eles conquistaram a quarta e quinta posição, respectivamente. “Corri com uma moto emprestada, de uma marca diferente da que eu corro na Europa, e custei a entrar no ritmo. Mas, sem dúvida, foi uma experiência maravilhosa”, contou Mota, que elogiou os off-roaders brasileiros. Ele é o atual campeão do Português de Rally Baja, pela categoria 500.

Entre os quadriciclos, o piloto francês e que mora na cidade de Taubaté, SP, Jérémy Dubois, venceu o Rally dos Amigos. Ele, que com uma etapa de antecipação conquistou o título do Brasileiro de Rally Baja pela categoria Quadriciclos Aberta, disse antes da largada que não tinha nada a perder, assim, aceleraria “sem dó”. “Essa foi a minha quarta participação no Rally dos Amigos, por isso, eu já conheço bem as características do organizador. Na minha opinião, foi uma etapa complicada, em virtude dos tipos de obstáculos, e quem manteve a cautela, teve melhor sorte”, pontuou. Na segunda colocação ficou o piloto catarinense Osmar de Mendonça Júnior, seguido pelo paulista João Del Nero.

E por fim, entre os UTVs, o piloto catarinense Aristides Mafra Júnior fez a menor marca do dia, seguido pelo paulista Rodrigo Varela e do português Nuno Fojo. “O Rally dos Amigos é sempre uma prova muito dura, então, não esperava nada diferente neste ano. Estou feliz com esse pódio”, apontou Júnior.

A categoria UTVs é a mais nova da modalidade e a que mais cresce dentro do cenário do motociclismo. Tanto que, no Rally dos Amigos de 2014 foram 29 unidades inscritas, e este ano, foram 42. Em 2015, a categoria também teve mais subdivisões, partindo de três para seis.

No mundo das quatro rodas, os campeões do Rally dos Amigos

Entre os carros, os mais rápidos do evento foram Marcos Baumgart e Kleber Cincea. “Por conta da chuva, o terreno ficou bastante escorregadio, tornando a disputa um pouco ‘loteria’. Nestes casos, o piloto tem de manter o carro dentro da trilha (o que é uma tarefa bem difícil, pois escorrega demais). Mas o Marcos domina bem este tipo de terreno. Foi preciso ter cautela e prever as reações do veículo em situações com as quais passamos hoje”, falou Cincea.

Na sequência vieram Marcos Moraes e Fábio Pedroso, que se consagraram campeões brasileiros pela categoria Protótipos. “Foi uma temporada fantástica, ficamos com o segundo lugar em apenas duas etapas, nas demais, fomos os vencedores”, destacou Pedroso, que completou. “Avalio essa vitória como algo alcançado através do excelente entrosamento da dupla e a competência da nossa equipe de mecânicos”. Na terceira posição, ficaram Michel Terpins e Kaique Bentivoglio.

Classificação – 18º Rally dos Amigos

Categoria Motos

1º Ike Klaumann, 01h31min40s
2º Gregório Caselani Azevedo, 01h31min57s
3º Ramon Oliveira Sacilotti, 01h33min06s
4º Fausto Mota, 01h34min49s
5º Rui Oliveira, 01h40min46s
6º Renato Melo Garcia, 01h45min41s
7º João Paulo Pires Martins, 01h46min52s
8º João Fellipe Cachorrão, 01h42min34s
9º Luiz Rodrigo da Silva, 01h47min31s
10º Marisergio Francieco Kons, 01h47min32

Categoria Quadriciclos

1º Jérémy Dubois, 01h40min56s
2º Osmar de Mendonça Júnior, 01h44min10s
3º João Del Nero, 01h56min03s
4º Renee Constantino, 01h49min06s
5º Paulo Ricardo Amar, 02h05min40s
6º Leandro Magnusson, 02h09min46s
7º Richard Amaral, 02h30min00s

Categoria UTVs

1º Rodrigo Varela, 01h33min02s
2º Aristides Mafra Júnior, 01h35min56s
3º Nuno Fojo, 01h40min55s
4º Zé Hélio, 01h41min25s
5º Bruno Varela, 01h46min29s
6º Renato Meinberg, 01h46min51s
7º Wander Manoel Garcez Ribeiro, 01h48min21s
8º Marcelo Carqueijó, 01h50min40s
9º André Macedo Correa, 01h51min49s
10º Luiz Sidnei Azevedo Caselani, 01h51min55s

Categoria Carros

1º Marcos Baumgart / Kleber Cincea, 01h54min00s
2º Marcos Moraes / Fábio Pedroso, 01h56min02s
3º Michel Terpins / Kaique Bentivoglio, 02h00min47s
4º Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, 02h01min17s
5º José Jorley Júnior / Maykel Justo, 02h06min09s
6º Itamar David Bukvar / Celia Bukvar, 07h07min19
7º André Miranda / Alison Pedroso, 02h11min20s
8º Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin, 02h13min50s
9º Glauber Fontoura / Minae Miyauti, 02h15min02s
10º Marcelo Mendes / Luiz Felipe Eckel, 02h15min33s

Deixe uma resposta

Top