Você está aqui
Home > Outras categorias > Ricardo Rosset e Marcel Visconde vencem provas da Porsche GT3 Cup no Velo Città

Ricardo Rosset e Marcel Visconde vencem provas da Porsche GT3 Cup no Velo Città

Foto: Beto Issa
Foto: Beto Issa

A segunda passagem da Porsche GT3 Cup pelo Velo Città foi intensa, com os pilotos assumindo mais riscos e protagonizando mais ultrapassagens que na visita da categoria a Mogi Guaçu em abril. Melhor para o líder Constantino Jr, que ampliou a vantagem na ponta da tabela, em jornada que coroou como vencedores Ricardo Rosset e Marcel Visconde.

As provas da Porsche GT3 Cup tem 25 minutos e uma volta, mas os pilotos da primeira fila, Lico Kaesemodel e Constantino Junior tentaram decidir a prova de abertura do fim de semana na primeira curva. Ricardo Rosset herdou a liderança para não mais perder. O ex-piloto de F1 é o primeiro piloto a repetir a vitória nesta temporada – justamente na pista onde ele já havia triunfado neste ano.

Com a liderança nas mãos, Rosset tratou de aumentar e controlar sua vantagem para Miguel Paludo, algo obtido com sucesso. Ao fim da prova, Rosset recebeu a bandeira quadriculada com cerca de um segundo de vantagem. Bem próximo de Paludo ficou Pedro Queirolo. Os dois foram os únicos a andar em um ritmo parecido com o de Rosset durante a corrida.

“Quando eu vi que eles [Lico e Constantino] se tocaram, eu decidi botar um ritmo forte. Só que aqui é complicado, pois você erra fácil. O carro saiu um pouco de frente e o que fiz nos treinos foi buscar o ritmo com pneus velhos. Então decidi manter e administrar, abrindo quando sofria algum tipo de pressão. Foi mais uma disputa mental comigo mesmo para não me distrair no fim”, descreve Rosset.

Na Master, a grande vitória ficou com Tom Valle, décimo na geral, com Maurizio Billi (13º na prova) e Gui Affonso (15º), fechando o “top 3”. “É bom ganhar sempre. Ainda mais aqui, onde corri três vezes e nunca havia terminado. Só queria chegar e ganhei, então foi muito bom!”, comentou um extasiado Tom.

A segunda prova, realizada no meio da tarde em Mogi, viu Marcel Visconde -pole position por conta do grid invertido– manter a ponta na primeira curva, mas todos os olhos foram para a excelente largada de Constantino, que pulou para terceiro e logo em seguida ultrapassou Ricardo Baptista pelo segundo posto. A partir de então, um jogo de pressão psicológica foi travado entre os dois ponteiros.

Ciente de que Visconde não havia vencido neste ano, Constantino passou a pressionar o rival, tirando a desvantagem aos poucos em relação ao carro #15. Mais atrás a coisa pegava fogo: na largada, Tom Valle atingiu Ricardo Rosset e rodou, causando uma enorme confusão; voltas depois, foi a vez de Edu Azevedo forçar uma ultrapassagem em Maurizio Billi e rodar.

Mesmo com toda a pressão de Constantino, Visconde tinha domínio da situação. Com tanta experiência quanto o concorrente, o líder da prova segurou no braço a pressão, recebeu a bandeirada 0s5 à frente e se tornou o sétimo vencedor diferente da temporada – triunfando também na Cup Sport – um resultado mais que celebrado, levando também em conta que, em sua classe, o líder Edu Azevedo não pontuou e a diferença entre os dois caiu para quatro pontos, com Visconde empatando na segunda posição da tabela com Daniel Schneider, segundo melhor carro da Sport na prova.

“Fim de semana foi bom, queria agradecer a equipe que me ajudou desde quinta-feira. Agradeço ao Nonô, que me ajudou na pilotagem e no acerto. A ultrapassagem aqui é difícil e segurar 25 voltas a pressão do Constantino é algo digno de nota”, disse Marcel.

Constantino, por sua vez, teve de se contentar em segundo, mas o resultado acabou soando como uma vitória após terminar na frente de seus principais rivais, Ricardo Rosset, o sétimo, e Miguel Paludo, o oitavo.

“Se considerar o resultado da primeira corrida, quando houve um contato, coisa de corrida que acontece, foi bom manter a liderança. Fiz a segunda prova com bastante cabeça e tentei pressionar o Marcel. Mas o peso aqui faz muita diferença. Sinceramente eu não esperava sair daqui com mais pontos que o Rosset ou o Paludo neste fim de semana”, disse o piloto do carro #00.

Ricardo Baptista obteve um bom terceiro lugar, com Pedro Queirolo aparecendo em quarto (depois de Ricardo Rosset e Franco Giaffone errarem bem na sua frente) e Lico Kaesemodel completou o pódio. Giaffone acabou abandonando quando era o segundo na Sport – posição prontamente herdada por Daniel Schneider.

Por fim, na Master, Gui Affonso se sagrou vencedor, seguido por Maurizio Billi e Marcelo Stallone. Com o segundo lugar, Billi segue líder do campeonato.

“Vinha na briga com o Billi, mas depois de algumas voltas ele conseguiu abrir e achei que ia ter que me contentar com o segundo lugar. Mas aproveitei quando ele escapou da pista e venci de novo”, disse o piloto do carro #4, que ganhou também das duas provas da Master na etapa passada em Cascavel.

Com a segunda posição na corrida complementar, Constantino sustentou a liderança com 134 pontos, 19 à frente de Rosset e 21 a mais que Paludo. O próximo encontro da Porsche GT3 Cup está marcado para o dia 1º de agosto, em Goiânia.

Resultado da prova 1
1. Ricardo Rosset, 18 voltas em 27min24s765
2. Miguel Paludo, a 0s906
3. Pedro Queirolo, a 1s300
4. Rodolfo Ometto (S), a 8s050
5. Constantino Jr, a 8s320
6. Franco Giaffone (S), a 13s698
7. Ricardo Baptista, a 15s183
8. Marcel Visconde (S), a 15s671
9. Lico Kaesemodel, a 19s548
10. Tom Valle (M), a 22s865
11. Gil Farah (S), a 24s344
12. Daniel Schneider (S), a 24s758
13. Maurizio Billi (M), a 33s912
14. Adalberto Baptista (S), a 34s668
15. Gui Affonso (M), a 35s750
16. Sylvio de Barros (S), a 36s071
17. Edu Azevedo (S), a 39s381
18. Guilherme Figueirôa (M), a 39s570
19. Carlos Ambrósio (S), a 46s568
20. Marcelo Stallone (M), a 51s999
21. Sérgio Ribas (M), a 52s336
22. Marcio Basso (S), a 52s741
23. Beto Posses (M), a 2 voltas

Resultado da prova 2
1. Marcel Visconde (S), 18 voltas
2. Constantino Junior, a 0s547
3. Ricardo Baptista, a 7s350
4. Pedro Queirolo, a 11s394
5. Lico Kaesemodel, a 13s645
6. Daniel Schneider (S), a 14s858
7. Ricardo Rosset, a 23s306
8. Miguel Paludo, a 25s608
9. Sylvio de Barros, a 30s451
10. Gui Affonso (M), a 33s439
11. Carlos Ambrósio (S), a 34s482
12. Maurizio Billi (M), a 39s257
13. Edu Azevedo (S), a 47s072
14. Marcelo Stallone (M), a 52s718
15. Marcio Basso (S), a 53s368
16. Adalberto Baptista (S), a 54s710
17. Rodolfo Ometto (S), a 1min08s094
18. Sergio Ribas (M), a 1min21s040
19. Franco Giaffone (S), a 3 voltas
20. Guilherme Figueirôa (M), a 5 voltas

Não completaram
21. Gilberto Farah (S), a 17 voltas
22. Tom Valle (M), a 18 voltas*
23. Beto Posses (M), a 18 voltas

Deixe uma resposta

Top