Você está aqui
Home > Stock Car > Stock Car disputa em Cascavel, pista mais desafiadora da temporada

Stock Car disputa em Cascavel, pista mais desafiadora da temporada

Foto: Rafael Gagliano
Foto: Rafael Gagliano

Depois da Corrida do Milhão, a Stock Car volta ao formato de rodada dupla neste final de semana justamente na pista que é considerada pelos pilotos a mais desafiadora do ano: Cascavel. O circuito paranaense tem média horária próxima dos 180 km/h e curvas de alta velocidade, como a do Bacião, em que os carros fazem seu contorno a quase 200 km/h.

O traçado é um dos favoritos da dupla Valdeno Brito e Ricardo Zonta. Além do desenho bastante técnico e que exige coragem dos pilotos, os dois têm motivos de sobra para lembrar com carinho desta pista. Valdeno venceu a corrida de reinauguração de Cascavel em 2012, em seu primeiro ano com a Shell Racing. E Zonta tem memórias de vitória até da F-3 Sul-Americana, ao receber a bandeirada em primeiro lugar na corrida de 1995 – ano que conquistou o título da categoria de base antes de chegar à F-1.

“Venci em Cascavel em 2012, numa prova que marcou a reinauguração do autódromo que estava 20 anos sem receber a Stock Car e que também marcava o primeiro ano da Shell Racing na categoria. Lembro que também fiz a volta mais rápida da prova, então com certeza foi uma corrida que me marcou bastante. A pista é do jeito que os pilotos gostam, com curvas de alta e bem desafiadora”, diz Valdeno.

Zonta também destaca a pista de Cascavel como uma de suas favoritas. “A gente diz que é uma pista ‘das antigas’, ou seja, que exige bastante técnica, coragem e perícia dos pilotos. Tem semelhanças com o circuito de Tarumã, também com alta média horária e com público fanático por automobilismo. É ótimo correr em pistas assim”, diz Zonta.

Deixe uma resposta

Top