Você está aqui
Home > Destaques > Stock Car: Em Curitiba, sai Cacá Bueno; entra L. Vanthoor

Stock Car: Em Curitiba, sai Cacá Bueno; entra L. Vanthoor

Foto: Red Bull
Foto: Red Bull

Os advogados tentaram, explicaram, defenderam, mas não teve jeito. Cacá Bueno está fora da sexta etapa da Stock Car 2015, em Curitiba (PR), neste fim de semana. O atual líder da temporada foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que entendeu o desabafo feito na fonia piloto/equipe, que vazou na transmissão na etapa de Ribeirão Preto, uma falta gravíssima. Com isso, Cacá foi punido por uma etapa e multa de R$ 50 mil.

Na ocasião, Cacá venceu a prova no interior paulista, mas por uma falha humana, não recebeu a bandeira quadriculada ao cruzar a linha de chegada. Com isso, o piloto da Red Bull, pressionado pelo segundo colocado Marcos Gomes, continuou acelerando enquanto a pista já havia sido ocupada por mecânicos e fiscais.

Ainda dentro do carro, de cabeça quente, e no calor da disputa, o pentacampeão reclamou da atitude da direção de prova, que responde à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), e o áudio foi colocado no ar durante a transmissão da prova.

Sem o carioca poder participar das corridas curitibanas, o carro #0 da Red Bull Racing contará com um substituto a altura: Laurens Vanthoor. O currículo do belga de 24 anos não esconde sua qualidade: bicampeão mundial de GT (2013 e 2014); vencedor das 24h de Spa, ano passado; e campeão da Fórmula 3 Alemã (2009).

Além de todas estas conquistas, Vanthoor não é um novato na Stock Car. O belga participou da prova de duplas deste ano, em Goiânia (GP), ao lado de Valdeno Brito, quando completaram a corrida na oitava colocação. A expectativa é que a segunda vez na categoria seja melhor que a primeira.

A sexta etapa da Stock Car acontece neste domingo (2), a partir das 13h com transmissão dos canais SporTV. A classificação será realizada um dia antes, às 12h, também com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura.

Cacá Bueno comentou a respeito: “O que aconteceu em Ribeirão (Preto) foi uma falha humana, que todos estamos sujeitos. No mesmo dia, conversei com a bandeirinha, que me pediu desculpa, assim como eu também me desculpei pela minha reação, e ficou tudo certo entre a gente. Mas quiseram dar continuidade a este assunto, levando para o tribunal. Continuo achando um absurdo pegarem uma conversa de rádio, privada, entre eu e a minha equipe e ter transformado isso numa declaração ou entrevista para criar uma polêmica. Infelizmente vou ficar de fora desta etapa (em Curitiba), mas voltarei na Corrida do Milhão com ainda mais vontade e gana para lutar pelo hexa e pelos pontos que deixarei de somar este fim de semana”

Deixe uma resposta

Top