Você está aqui
Home > Outras categorias > VIII Rally da Ilha define os campeões neste domingo (12)

VIII Rally da Ilha define os campeões neste domingo (12)

Foto: Luciano Santos
Foto: Luciano Santos

O momento é de decisão. Depois das duas especiais disputadas neste último sábado (11), o Rally da Ilha 2015 em sua oitava edição chega ao seu final neste domingo 12 de abril, para todas as categorias Motos, Quadriciclos e UTVs. O dia começou com uma largada promocional de 200 metros nas areias da Estância Balneária de Ilha Comprida, localizada no litoral sul de São Paulo e, logo após, os competidores partiram para 170 quilômetros de percurso entre trechos cronometrados e deslocamentos, que confirmou o equilíbrio e a força da competição, considerada um dos melhores ralis de Baja do País.

A Estância Balneária de Ilha Comprida contou com duas especiais de alto nível e disputas eletrizantes, com equipes capacitadas para superar os desafios propostos pela organização, a Arena Promoções e Eventos. Terra batida, areia, água, poças d’água, muita mudança de direção, navegação e médias justas compõem o percurso, sempre cercada pelas belezas naturais da região litorânea de São Paulo. Para o segundo dia do evento serão mais duas especiais de 109 quilômetros, totalizando 218 quilômetros de percurso com as mesmas características.

A classificação das três modalidades confirma a importância da etapa na briga pelos títulos. Nas Motos, por exemplo, a primeira colocação ficou com Gregório Caselani Azevedo (Protótipo Ultra Caselani Plus/Super Production), de Caxias do Sul/RS, com o tempo de 1h29min03seg, seguido de muito perto pelo campeão das edições 2012 e 2013, Ramon Sacilotti (KX 450F, Kawasaki/Rinaldi/Super Production), de São José dos Campos/SP, com o tempo de 1h30min14seg e, a terceira colocação ficou com Ricardo Martins (YZ 450/Yamaha/Rinaldi/Production), de Palhoça/SC, que marcou 1h30min41seg.

“A primeira volta foi bem tranquila, mas na segunda volta no mesmo percurso estava bem diferente. Mexido pela passagem dos quadriciclos e UTVs, por isso formou muitas valas e ficou bem fofo, dificultando bastante a travessia. Tentei manter o mesmo ritmo e para amanhã utilizar da mesma estratégia, sendo a especial de amanhã será o trecho de hoje e mais um pouco. O Super Prime foi divertido deu para aliviar um pouco da tensão do dia”, declarou Gregório Caselani da moto #1.

Nos Quadriciclos a situação não é muito diferente. Leonardo Milesi, Polaris Scrambler XP 1000 2014/4×4, de Caxias do Sul/RS, lidera com o tempo de 1h38min57seg, vindo logo depois Osmar Mendonça Junior, Polaris Scrambler XP 1000 2014/4×4, de Itapoá/SC, com o tempo de 1h40min54seg e Diogo Zonato, de Campo Magro/PR, com o Protótipo 700 cc/4×2 da Zona Racing Team, com o tempo de 1h42min41seg.

“Está acirrada a briga, de alta o tempo inteiro e não dá para tirar a mão do acelerador senão conta vários segundos. Os quadris na velocidade final são muito parecidos, agora vamos revisar o equipamento e novamente manter um ritmo forte em busca do lugar mais alto do pódio”, enfatizou Leonardo Milesi # 30.

A UTV, por sua vez, tem o piloto com tempo de 1h34m43s: Aristides Mafra Junior, veículo Polaris/Production/GS Motos, de Brusque/SC e Zé Hélio Rodrigues Filho, Polaris RZR XP000, da equipe Polaris Racing Brasil, de São Paulo/SP, 1h35m16s. Em terceiro está Maurício Pena Junior, Production, de Nova Lima/SP, com o tempo de 1h36m05s.

“O Arena fez uma prova novamente perfeita, igual os outros anos, com visual impressionante, andamos sempre do lado do mar e uma prova única mesmo. No km7 começou um barulho no veículo e achei que seria algo mais sério, por fim não era nada. Na especial deste domingo, vou tentar baixar o tempo e melhorar a posição na categoria”, comentou o piloto de Barueri/SP, Gabriel Varela do Can-Am Maverick X RS #79, da equipe Divino Fogão Rally Team, que ficou com a terceira posição na categoria Production.

Deixe uma resposta

Top